Parcerias Energéticas

Descrição sucinta do projeto

Título: Parceria Energética Brasil-Alemanha
Comissionado por: Ministério Federal da Economia e Energia da República Federal da Alemanha (BMWi)
País: Brasil
Parceiro político: Ministério de Minas e Energia (MME)
Duração: 2016 até 2018

Situação inicial

A Parceria Energética Brasil-Alemanha foi lançada em 2008. Devido à abundância de recursos renováveis, o Brasil tem um dos mais importantes setores de energia de baixo carbono no mundo. Mais de 60% da energia é gerada em hidrelétricas, o que torna esse setor particularmente flexível à entrada de recursos renováveis variáveis, como energia eólica e solar. As condições geográficas oferecem grande potencial para a expansão das fontes de energia renovável, como a energia solar concentrada (CSP, na sigla em inglês), a solar e a eólica, e a biomassa.

Essa parceria oferece uma plataforma para tomadores de decisão política da alta administração e representantes da indústria, de associações e de instituições de financiamento e pesquisa.

Objetivo

O projeto está apoiando o diálogo e a troca de experiências entre o Brasil e a Alemanha no desenvolvimento e implementação de uma estratégia energética nacional voltada para as Energias Renováveis.

IMG_9857b 13x18cm

Abordagem

Como parte da Parceria Energética Brasil-Alemanha, durante os eventos a seguir, formuladores de políticas da alta administração, bem como representantes de indústria, associações, e instituições de financiamento e pesquisa trocaram ideias sobre o desenvolvimento e a implementação da política energética brasileira em prol do fornecimento sustentável, seguro e acessível de energia:

  • 26/4/17: Encontro do Grupo Diretor em Berlim para identificar as prioridades temáticas da Parceria Energética Brasil-Alemanha
  • 6/10/17: Workshop do GT 1, Energias Renováveis, no Rio de Janeiro, sobre “Design de mercado e flexibilização no setor elétrico”.
  • 18/10/17: Viagem de estudo e workshop do GT 2, Eficiência Energética, na Alemanha. Temas: mecanismos de incentivo à eficiência energética; e modelos de leilão para a eficiência energética no setor elétrico (usando o exemplo do “step-up program” e sistemas de gerenciamento de energia como ISO 50.0001).
  • 16/4/18: Workshop do GT 1, Energias Renováveis, em Berlim, prévio ao Berlin Energy Transition Days (BETD 2018), sobre a importância dos leilões para a expansão das energias renováveis.
  • 9/5/18: Primeiro Dia da Energia Brasil-Alemanha, em São Paulo, que consistiu de uma visita à Casa Ecoeficiente CasaE da BASF, um workshop sobre “Eficiência Energética no setor da construção” e uma recepção na exposição itinerante “Energiewende” (AA).

Nos eventos a seguir, o setor privado contribuiu com sua expertise e demandas por parcerias energéticas:

  • 13/11/17: Implementação de um workshop da alta administração sobre eficiência energética na indústria no marco do Encontro Econômico Brasil-Alemanha (Porto Alegre)
  • 10/5/18: Implementação do primeiro Conselho Consultivo de Negócios Locais, em São Paulo, com mais de 20 representantes em empresas alemãs no Brasil, com a participação do BMWi, do Consulado Alemão em São Paulo e da Embaixada da Alemanha em Brasília.
  • 25/6/18: Painel de discussão sobre eficiência energética na indústria no Encontro Econômico Brasil-Alemanha em Colônia. 
  • 18/11/18: WS do GT Eficiência Energética sobre “Digitalização e Eficiência Energética” (Rio de Janeiro)

Por meio da exposição itinerante “Energiewende”, que aconteceu em três cidades brasileiras, a transição energética alemã foi comunicada e explicada com o apoio da Parceria Energética.